Rua Padre Chagas, 140/201. Porto Alegre

Varicocele ou varizes no escroto

É a dilatação das veias que trazem o sangue dos testículos para o coração, causando uma menor e mais lenta circulação do sangue, o que compromete sua nutrição e função, dependendo do grau da dilatação.

Atinge 15% dos homens em geral, mas é mais freqüente nos homens inférteis chegando a 40% nesta população. Devido a anatomia da veia testicular, 90% dos casos, ocorrem do lado esquerdo.

Geralmente, os portadores de varicocele não apresentam nenhum sintoma e somente tem o diagnóstico em um exame de rotina ou na presença de infertilidade, dor nos testículos ou, mais tardiamente, pelo não crescimento adequado do testículo (atrofia testicular).

A grande maioria não exige tratamento, apenas uma adequada avaliação. Porém, em indivíduos jovens, pode ser necessário tratamento cirúrgico para evitar a atrofia do testículo, que ainda esta em formação.

Cerca de 70% dos pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de varicocele por infertilidade apresentam melhora na qualidade do sêmen entre 3 a12 meses após a cirurgia. As taxas de gravidez variam de 30 a 40% e, geralmente, acontecem nos primeiros 12 meses.

O importante é que, na suspeita de queixas compatíveis com a presença de varicocele, o paciente procure um urologista para examiná-lo, avaliando a gravidade, a necessidade de cirurgia ou para dar uma orientação sobre o problema.